Aqui e agora, a única realidade


O aqui e agora é a única realidade.

Passado e futuro são conceitos da mente.

O passado é memória e o futuro é imaginação.

Medo e desejo vivem na ilusão do tempo.

Aqui e agora, a única realidade

Aqui e agora, a única realidade


A maior parte do sofrimento humano é desnecessária.

É um sofrimento criado pela nossa mente.

O sofrimento que sentimos é, geralmente, uma forma de não aceitação, uma forma de resistência inconsciente ao “que se é”, ao “aqui e agora”.

Por que a mente tem o hábito de negar ou resistir ao “aqui e agora” e a “quem se é”?

Porque no “aqui e agora” há o imponderável, o imprevisto e a mente gosta de manter o controle de tudo, e a mente sempre está almejando algo, inclusive “idealizando” como ser, mesmo que com isso  seja desprezada a realidade de quem já “se é”.

Esta planta gostaria de crescer

E ao mesmo tempo ser embrião;

Aumentar, e contudo escapar

Do destino de tomar forma.

(Richard Wilbur)

Aqui e agora, a única realidade

Desejo e medo


Fugir do momento presente é “desejar”.

E desejar refere-se ao que “não é” ou ao que “não acontece” no presente.

É negar o aqui e agora!

O desejo é um movimento da mente procurando reviver um momento do passado no futuro, ou seja, em um dia de nossa vida vivenciamos algo que nossa mente rotulou de bom e agora ela quer “reviver” esse momento outras vezes.

Esse movimento de busca da felicidade pela mente acaba por gerar o sofrimento da “ansiedade”.

Há a expectativa do que está por vir.

O desejo também é um movimento da mente procurando evitar um momento do passado no futuro, ou seja, em um dia de nossa vida vivenciamos algo que nossa mente rotulou de ruim e agora ela quer “evitar” esse momento outras vezes.

Esse movimento de busca da felicidade pela mente acaba por gerar o sofrimento do “medo”.

Há o medo do que está por vir.

Assim, na busca da felicidade acabamos por gerar o sofrimento.

No medo de repetir algo ruim do passado ou na expectativa de recriar algo bom do passado no futuro oscilamos na vida entre o medo e o desejo numa fuga do presente.

E o presente é a “única realidade”.

O “aqui e agora” é o único espaço possível para que a realidade exista.

E sem realidade vive-se a vida na ilusão.

Aqui e agora, a única realidade

Paulo Rogério da Motta


Veja também…

Vídeo: O Tempo