Para cuidar de alguém


Cuidar de alguém é algo que faz parte da jornada do viver humano.

Cuidar de uma criança, de uma pessoa idosa, de alguém que adoeceu, são exemplos.

Existem bilhões de pessoas no mundo e uma é diferente da outra e isto significa que cuidar de alguém é lidar com alguém que é único.

Como lidar com isso?

Cuidar de alguém afeta a vida do que cuida e do que é cuidado.

Falemos disso!

Para cuidar de alguém


Cuidar de alguém que é único

Artigo baseado e com excertos do: Guia Prático do Cuidador, do Ministério da Saúde.

Cuidado significa atenção, precaução, cautela, dedicação, carinho, encargo e responsabilidade.

Porém, existem mais de sete bilhões de pessoas no mundo e não há uma única pessoa que seja igual à outra.

Ao cuidar de alguém é preciso se levar em conta que você está cuidando e lidando com alguém que é “único”, assim como você é.

Cuidar de alguém é viver a diferença.

Assim, é possível perceber que ninguém pode ser igual a alguém e ninguém consegue ser que do jeito que gostaríamos (idealizamos) que fosse.

Cuidar de alguém então coloca a situação de lidar com alguém que não é perfeito e não é do jeito que queríamos.

O que fazer?

Perfeição humana é ilusão

Os pais, geralmente, carregam a ideia de que seu filho será um ser perfeito e destinado à glória e à felicidade.

Mas ser único não é sinônimo de ser perfeito e cobrar perfeição, mesmo que inconscientemente, de alguém é viver na ilusão, pois perfeição humana não existe.

A perfeição humana não existe, porém isso não indica que a vida deve ser vivida aceitando as imperfeições em fanático conformismo.

A vida consiste num longo caminho em que a cada dia procuramos ser melhores do que éramos no dia anterior.

Viver com significado significa a busca do melhor que há em cada um.

A vida consiste em nos conhecermos mais e melhor a cada dia.

Significa enxergarmos que nem nós e nem os outros são somente luz, que há também sombras em cada um de nós.

Mas ver e reconhecer a sombra de cada um não significa numa aceitação de se viver nas trevas.

Significa o reconhecimento da sombra, mas onde há sombra é necessária a luz.

Ser melhor a cada dia significa superar os limites das sombras que existem dentro de cada um.

Cuidar e educar alguém acabam por ser ajudar quem cuidamos a ser o melhor que ela pode ser e isto não significa ser perfeita nem ser quem queríamos que essa pessoa fosse.

Cuidar é também perceber a outra pessoa como ela é, e como se mostra, seus gestos e falas, sua dor e sua limitação.

Percebendo isso, o cuidador tem condições de prestar o cuidado de forma individualizada, levando em consideração as particularidades e necessidades da pessoa a ser cuidada.

Esse respeito ao jeito único de alguém aceitando-o como ele é e, ao mesmo tempo, auxiliando este alguém a ser o melhor que pode ser faz com que cuidar de alguém seja um ato de amor.

Para cuidar de alguém

Cuidar é um ato de amor

O ato de amor é o amar.

Leonardo Boff: “Tudo que existe e vive precisa ser cuidado para continuar existindo. Uma planta, uma criança, um idoso, o planeta Terra. Tudo o que vive precisa ser alimentado. Assim, o cuidado, a essência da vida humana, precisa ser continuamente alimentado. O cuidado vive do amor, da ternura, da carícia e da convivência.”.

Vimos que cuidar com amor só é possível quando entendemos que ninguém é perfeito… Nem “nós mesmos”.

Portanto, viva a diferença!

Vimos também que perfeição não existe, mas sabemos também que momentos perfeitos existem. E imperfeito é o que ainda não tem a forma pronta, não está completo. A imperfeição permite o aprendizado e o crescimento.

Então, viva a imperfeição!

Vimos também que cuidar é um ato de amor e amar sabemos que é um verbo. Para realmente amar é precisos se conjugar este verbo todos os dias.

Ao cuidar de alguém você prova a cada dia que os obstáculos e as dificuldades da vida não são maiores que a sua capacidade de amar.

Cuidar de alguém significa ir além dos cuidados com o corpo físico, pois além do sofrimento físico, há que se levar em conta as questões emocionais, a história de vida, os sentimentos e emoções de quem é cuidado.

Cuidar de alguém é um sacrifício?

Sim! Mas no sentido nobre e essencial do que é sacrifício.

Sacrifício = Sacro ofício = trabalho sagrado.

Cuidar de alguém é um trabalho!

Quando tem alguém ao seu cuidado os afazeres parecem se multiplicar.

A preocupação, o medo, o cansaço e a ansiedade fazem parte da vida do cuidador.

Ser um cuidador não é uma tarefa fácil, mas o “significado” de ser um cuidador é uma missão divina e grandiosa.

Para cuidar de alguém

Amar dá sentido

O sentido de tudo depende do significado que damos.

E é a afetividade que constrói as nossas significações.

Amar é o que dá sentido à tarefa de cuidar de alguém.

Uma criança quando começa a andar é algo marcante para os pais e isto porque “significa” muito mais do que um corpo que consegue se mover em pé.

Significa muito mais porque os pais “amam” aquela criança.

Sendo assim, o trabalho de ser pai ou mãe ao se tornar sagrado com o amor confere um significado especial a este papel.

Ao aceitar as imperfeições do outro estamos enxergando as sombras deste alguém e ao auxiliar o outro a ser melhor  a cada dia estamos iluminando este alguém com a luz do amor.

Reflita: se você ilumina alguém é porque há luz em você! E ao cuidar de alguém você se torna uma pessoa ainda melhor a cada dia.

Isto é motivo de felicidade!

E felicidade dá trabalho!

Ser feliz é questão de persistência, de lutas diárias, de encantos e desencantos.

Ser feliz vai muito além da realização de desejos.

Ser feliz envolve satisfação com quem você é.

É este movimento de amor que dá sentido e significado ao seu papel de cuidar de alguém.

Vídeo: 99 dias

Albert Camus: “Se os homens nem sempre podem conseguir que a história tenha sentido, sempre podem atuar de tal forma que suas próprias vidas tenham.”.


Veja também…

Vídeo: A Pirâmide de Maslow