Humanizar é preciso

Vivemos um tempo em que o ser humano se deslumbra com as ilusões que ele mesmo cria. Faz-se urgente resgatar valores e essência. Humanizar é preciso!

Sêneca: “O valor de toda virtude tem raízes nela mesma, uma vez que não é praticada com vistas ao prêmio: a recompensa da ação virtuosa é tê-la realizado.”.

Vídeo: Quando os olhos não veem

Um mundo de conflitos

Excertos do prefácio escrito pelo médico e escritor Roberto Shinyashiki do livro “Valores humanos na educação”, de Maria Fernanda Nogueira Mesquita.

Estamos vivendo em um mundo de conflitos.

Nossa sociedade passa por um período de intensas turbulências.

Violência urbana, corrupção, jogos de poder nas empresas, desprezo pelo ser humano e pelo meio ambiente – tudo isso é sintoma de uma sociedade que não criou apreço pelos valores e acabou formando adultos sem referenciais de cidadania e de respeito pelo próximo.

Atribuímos, então, à polícia a missão de prender os malfeitores e de reeducá-los para que possam ser reintegrados à sociedade e acreditamos que dar assistência aos pobres e construir penitenciárias para isolar os delinquentes poderá resolver essas questões.

Nossos filhos estudam inglês, matemática, história, computação. Mas não estudam amor ao próximo, solidariedade, respeito à diversidade, cooperação, ética e lealdade.

Gandhi: “Ao rejeitar a espada, não tenho senão a lâmina do amor para oferecer àquele que investiu contra mim. É ao oferecer-lhe esta lâmina que espero sua aproximação.”.

Humanizar é preciso

Humanizar é preciso

Por que humanizar-se?

Porque é o único caminho que nos leva a nós mesmos e ao que é realmente importante ao ser humano.

O homem ao atuar no mundo e em seus relacionamentos almeja, idealiza, cria estratégias, tem esperança, convive com regras, princípios…

O homem necessita de tudo isso e muito mais, e “muito mais” mesmo!

Há um universo em cada um de nós. Há em cada um de nós o milagre de sermos humanos. Portanto: humanizar é preciso.

Porém, cada ser humano tem a sua essência e ele só será feliz se puder expressar o seu verdadeiro “eu”.

Não basta ao homem simplesmente existir no mundo e estar aqui como os minerais.

Não basta ao homem ter luz e chuva como os vegetais.

Não basta ao homem ter alimento, reproduzir-se e sobreviver como os animais.

Por que humanizar-se?

Talvez a melhor resposta seja “porque somos humanos” e “ser humano” é a nossa maior conquista e o nosso maior bem.

Enfim, humanizar é preciso porque não há sentido em se viver sendo uma farsa e negando quem e o que se é.

Plutarco: “É preciso viver, não apenas existir”.

Vídeo: Beyoncé – I was here