Meu mundo é igual ao seu?


Vivemos no mesmo mundo, mas cabe a pergunta: meu mundo é igual ao seu?

Sendo um mundo só deveria ser!

Mas é?

Meu mundo é igual ao seu


A realidade criada por nós

O homem é o único ser na face da Terra que faz perguntas em relação à sua própria existência como:

  • De onde vim?
  • Para onde vou?
  • Para que estou aqui?

Ou seja, o homem é o único ser que procura sentido para a sua existência.

Carl Rogers, principal nome da psicologia humanista, cita em sua obra “Terapia centrada no cliente” que: “… vivemos num” mapa “de percepções que nunca é a própria realidade”.

Já Fadiman e Frager em sua obra: Teorias da Personalidade, são autores das citações abaixo, sempre abordando a teoria de Rogers, dizem que: “as pessoas podem construir e modificar suas opiniões a respeito de si mesmas” e que “as pessoas usam sua experiência para se definir”.

Sobre esse processo de identificação acontecendo em um “mapa de percepções” que não espelham a própria realidade, o campo de experiência do ser humano, conforme citam os autores, “é um mundo privativo e pessoal que pode ou não corresponder à realidade objetiva”.

O campo de percepções do ser humano é o mundo!

Lembra-se da pergunta que deu origem a este artigo: meu mundo é igual ao seu?

Pois é!

Mas vamos em frente!


Confia no que seus olhos veem e no que sua mente diz?

Este é um artigo cheio de questionamentos!

Você já deve ter ouvido alguém dizer: confio somente no que meus olhos veem!

Ou então ter dito e/ou ouvido: Vou pela minha cabeça!

Como se trata de um artigo questionador vamos “brincar” com algumas ilusões de ótica!


Vídeo: Bugando seu cérebro


Paisagem, contexto e vida

A realidade que cada um vive é configurada de acordo com a sua percepção da vida e de si mesmo.

Mas isso é uma ótima notícia!

É uma ótima notícia, pois, muitas vezes, não temos como mudar a paisagem ao nosso redor ou ao redor de quem gostamos.

Mas podemos trabalhar nosso modo de ver a paisagem ou auxiliar aqueles de quem gostamos a trabalhar o seu modo de ver.

A atitude de ver a vida diferente abre novas possibilidades, pois quando não podemos mudar o que está à nossa volta, podemos mudar nossa forma de lidar com o que está à nossa volta.


O ser e a natureza humana

Falar da natureza humana é falar dos aspectos e das manifestações do ser humano.

É conceber que o homem se transforma ao caminhar e que também transforma o caminho em que anda.

Por isso o homem é um ser complexo, incrível e fascinante.

O homem investiga a terra, o mar, o cosmos, mas a investigação que mais fascina é a da natureza humana.

A natureza humana traz em si a magia de fazer com que um mesmo mundo seja diferente para cada um!

Um mesmo estímulo (como cada imagem de ilusão de ótica) possa ser visto como uma realidade de quem vê e que não é a realidade do estímulo em si!

Concluímos então que o meu mundo não é igual ao seu porque eu concebo o mundo de fora a partir do mundo que há dentro de mim.

Concluímos também que a realidade é configurada de acordo com a forma com que a vejo e a interpreto.

Sabe a consequência disso tudo?

Prometo que é a última pergunta!

A consequência disso tudo é que vivemos num mundo e numa realidade que interpretamos e o significado do mundo e da realidade que vivemos somos nós quem damos!

E como já fiz inúmeros questionamentos neste artigo finalizo deixando três sugestões para você construir seu mundo melhor, afinal, o seu mundo é também o lugar em que eu e mais de 7 bilhões de pessoas também vivem!

Meu mundo é igual ao seu


Sugestões para um mundo melhor


Busque uma melhor compreensão do ser humano

Lapidar e aprofundar a percepção e a visão do ser humano promove a capacidade de tolerar imperfeições, perdoar e ser empático.

Nota: Você também é ser humano, portanto, procure conhecer o ser humano começando por você e isso se chama “autoconhecimento”.

Busque significado

Buscar o significado de você estar aonde está e fazendo o que você faz.

Quando fazemos coisas sem significados estamos fazendo coisas supérfluas! Se alguém faz isso o tempo todo então leva uma vida supérflua!

Vá além da aparência!

Busque a essência encerrada em tudo e em todos!

Semeie

Incorporar o papel de ser um semeador!

Auxiliar o outro com a consciência de que cabe a você ser o semeador e que o outro é o solo a ser semeado.

A você cabe somente as sementes!

Você não é o dono do terreno e de ninguém!

Cada um tem o direito de ser o protagonista da sua própria história, mas você pode ser um personagem importante em suas histórias de vida.

Assim como o seu mundo é o mundo que todos os outros vivem, o mundo do outro é o mundo em que você vive.

Melhorar o mundo do outro melhora também o seu mundo!


Vídeo: Você é fruto das suas escolhas

“O mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando”. (Guimarães Rosa –  Grande sertão: Veredas)

Paulo Rogério da Motta


Aprecie também uma poesia sobre os diversos “eus” que existem em cada um

Euniverso – Vídeo Poesia