O que é educação ambiental?

Para responder o que é educação ambiental são oportunas algumas considerações sobre o pensamento do homem em relação ao mundo em que vive.

Um dia o homem acreditou que o seu planeta era o centro do universo.

Hoje, ele acredita que ele, homem, é o centro do planeta e que tudo o que foi criado lhe pertence.

E assim, o homem se considera o dono do planeta e sendo o dono acredita que pode fazer o que bem entender.

O homem não se vê como uma parte do todo, ele crê que o todo é algo que é seu.

E foi assim que o homem se dissociou da natureza.

Por isso, mais do que nunca, o homem atual precisa de “educação ambiental”.

O que é educação ambiental

Mas o que é educação ambiental?

A educação ambiental surgiu por volta de 1999 e pouco depois surgiu a expressão “sustentabilidade”.

A finalidade da educação ambiental é promover a consciência ecológica.

A educação ambiental visa restaurar no homem a consciência de que ele faz parte da natureza e que o ser humano junto com os animais e plantas fazem parte do meio ambiente.

O que é educação ambiental

Se não nos educarmos ambientalmente o mundo vai acabar?

Não. O mundo vai continuar existindo, porém, de uma forma diferente.

Quem acabará será o ser humano, porém, antes, dando fim aos seus irmãos vegetais e animais.

Consciência ambiental

A Educação Ambiental é aquela destinada a desenvolver nas pessoas conhecimentos, habilidades e atitudes voltadas para a preservação do Meio Ambiente.

Os temas relacionados a Educação Ambiental são voltados  para a conscientização das pessoas, tendo como temas: a ecologia, meio ambiente, preservação da natureza, desenvolvimento sustentável, reciclagem, consumo racional da água e demais recursos naturais, poluição ambiental, efeito estufa, aquecimento global, ecossistemas, entre outros.

O que é educação ambiental

Fica a pergunta: como desenvolver a consciência ambiental?

Desenvolver a consciência ambiental requer despertar no ser humano a importância do ambiente em que vivemos que deve ser preservado como um tesouro que temos a responsabilidade de guardar, e que não devemos destruir nem desperdiçar.

A melhor estratégia é configurar a ideia de que a consciência ambiental faz parte do desenvolvimento da consciência moral e da ética e tal estratégia deve estar baseada na prática cotidiana.

Isto é, não adianta fazer o alarde sobre os perigos futuros sem a vivência diária de situações que consolidem e tornem real a consciência ambiental.

A simples transmissão de informação dos efeitos decorrentes da poluição, aquecimento global, etc. não é algo eficiente para o ser humano.

O ser humano é resistente  para mudar quando os motivos para a sua mudança residem no futuro.

Cuidar do meio ambiente pode ser entendido como mais um dos princípios morais e éticos que devem ser transmitidos às crianças para aprenderem a serem responsáveis, cumprirem suas obrigações, respeitarem os mais velhos, tratarem bem a seus semelhantes, não se comportarem de modo agressivo, ou seja, assumir atitudes mais saudáveis de viver hoje e no futuro.

Associar a ideia da consciência ambiental como sinônimo de respeito, responsabilidade, enfim, como algo moral e ético fará com que o desenvolvimento ambiental seja também um passo para o desenvolvimento pessoal.

Vídeo: “Homem”