Psicologia, identidade e personalidade


Qual a diferença entre identidade e personalidade? Ou são sinônimos?

É comum ouvirmos a expressão: “Fulano tem pouca personalidade”.

A personalidade é medida em quantidade?

 Não.

Iniciemos nossa análise com alguns pensamentos iniciais sobre personalidade.

O termo “personalidade” deriva do latim persona, que designava as máscaras usadas no teatro e também pode significar aparência.

Porém é preciso entender e não confundir “personalidade” com “papel social”.

Personalidade tem a haver com nosso “eu” verdadeiro (mas sem ser sinônimo) e “papel social” com o que desempenhamos em público.

Personalidade também não é a imagem que fazemos de nós com base em nossa vaidade. Isto é um “eu idealizado”.


Enfim, personalidade é…

Uma organização dinâmica de partes interligadas, que vão evoluindo do recém-nascido biológico até o adulto biopsicossocial, em um ambiente de outros indivíduos e produtos culturais.

O conjunto de nossos modos de ser, especialmente para com as outras pessoas e que resulta das experiências e influências que recebemos durante toda a nossa vida.

A personalidade de um indivíduo é composta de “todas” as suas qualidades (ou traços de personalidade) são abstraídas de seu comportamento.


Identidade e Personalidade

Identidade: é pessoal e social, acontece de forma interativa entre o indivíduo e o meio em que está inserido.

Não deve ser vista como algo estável e imutável, como se fosse uma armadura para a personalidade, mas como algo em constante movimento.

Pela identidade nos apresentamos ao mundo.

Personalidade: nela estão todas as nossas qualidades e essas qualidades são expressas ao mundo através de nossa identidade.


Exemplificando Identidade e Personalidade

Um adolescente com aspecto rebelde e agressivo, porém é extremamente caridoso e pratica a filantropia.

Este jovem apresenta uma identidade de rebeldia e suposta agressividade.

Este mesmo jovem tem traços de personalidade humanitários.


Por que a dissonância entre Identidade e Personalidade pode ocorrer?

Porque o ser humano é submetido a pressões externas e internas excessivamente fortes e isso pode afastá-lo de seu auto crescimento e dirigir seu desenvolvimento para outras direções.

As fortes pressões do meio podem criar sérios bloqueios ao crescimento da personalidade.

Baseado no livro “Psicologia Moderna” de Antônio Xavier Teles


Uma poesia sobre os diversos “eus” que existem em cada um

Euniverso – Vídeo Poesia