A segunda tópica de Freud


Após conceber a primeira tópica e, particularmente, após seus estudos sobre o Narcisismo e sobre o complexo de Castração e Édipo, Freud aperfeiçoou o conceito de inconsciente, formulando a chamada segunda tópica (intitulado modelo estrutural), dividindo a mente em Id, Ego e Superego.

A Primeira Tópica de Freud já foi tema de um artigo aqui no Euniverso. Você pode conferir este artigo aqui: A Primeira Tópica de Freud.

A segunda tópica de Freud, o modelo estrutural da psique

segunda tópica de freud

A segunda tópica de Freud propõe que a meta fundamental da psique é manter e recuperar, quando perdido, um nível aceitável de equilíbrio dinâmico que maximiza o prazer e minimiza o desprazer.

A segunda tópica de Freud concebe três estruturas na psique:

  • Id: Parte primária da personalidade e todas as estruturas se desenvolvem a partir dele.
  • Ego: Se desenvolve a partir do Id e é formado através do contato com a realidade externa. O Ego tem o papel de ser o mediador entre os desejos do Id e a censura do Superego.
  • Superego: Se desenvolve a partir do Ego e atua como um juiz de nossas atividades. Contêm padrões morais e éticos, modelos de conduta e juízos de valores.

A energia que é usada para acionar o sistema nasce no Id, que é de natureza primitiva, instintiva.

0 ego, emergindo do id, existe para lidar realisticamente com as pulsões básicas do id e também age como mediador entre as forças que operam no Id e no Superego e as exigências da realidade externa.

O superego, emergindo do ego, atua como um freio moral ou força contrária aos interesses práticos do ego. Ele fixa uma série de normas que definem e limitam a flexibilidade deste último.

A segunda tópica de Freud

 O id é inteiramente inconsciente, o ego e o superego o são em parte.

Com esta proposta da Segunda Tópica, Freud afirma que o propósito prático da psicanálise “é, na verdade, fortalecer o ego, fazê-lo mais independente do superego, ampliar seu campo de percepção e expandir sua organização, de maneira a poder assenhorear-se de novas partes do id“.


Vídeo: A Segunda Tópica de Freud