Serviço social e o seu papel especial

O serviço social representa o espírito solidário humano.

Auxiliar aquele que sofre ou vive uma situação de vulnerabilidade faz do ator social alguém com papel especial.

Serviço social e o seu papel especial

Serviço social e o seu papel especial

A maioria das profissões, de uma forma ou outra, presta um serviço à saúde e ao bem estar da humanidade.

Porém, as atividades ligadas ao serviço social envolvem um trabalho especializado e deliberado para ajudar aqueles que sofrem algum tipo de vulnerabilidade social ou que se perderam de alguma forma.

Serviço social e o seu papel especial

O ator social

 Usaremos a expressão “ator social” para designar aquele que interpreta um papel dentro do serviço social.

O ator social é alguém com um trabalho bastante especial, pois ele vem a representar o espírito solidário humano.

Ele pode ser de grande ajuda ao próximo como também pode causar danos se não tiver clareza do seu papel e motivação sincera em auxiliar o próximo.

No serviço social, aquele que é o ator social, geralmente, ocupa esta posição pelo seu desejo de ajudar, pelo seu espírito solidário.

No outro lado encontram-se aqueles que querem ser ajudados de alguma forma.

Porém, apesar do propósito do ator social em querer ajudar, muitas vezes, o modo de ajudar vai agir contra a vontade daquele que quer ser ajudado.

Em certas circunstâncias, o ator social dispõe para sua ação de meios legais que nem sempre estão em sintonia com seu desejo de ajudar.

Some-se a isso também a burocracia, os tramites legais e a falta de caminhos para atuar preventivamente ou atuar rapidamente em situações emergenciais.

O ator social nem sempre pode interferir quando, aonde e como gostaria.

Outras vezes é a vontade daqueles que procuram ajuda que é contrariada.

A situação de abrigo é exemplo de situações deste tipo em que uma criança ou adolescente é retirada de uma família que lhe causava danos, mas, ainda assim, a vontade da família e da criança ou adolescente é a de permanecer naquele “lar”.

Pelo fato do serviço social ter um papel público ele tem que adotar posturas que atendam à sociedade em geral.

Serviço social e o seu papel especial

O social e o individual

O serviço social tem que ser basear numa filosofia que sustenta a ideia de que as pessoas devem ser racionais, socialmente adaptadas e, até certo ponto, o objetivo de vida consiste num desenvolvimento “normal” e feliz dentro das potencialidades das pessoas.

Tal filosofia do serviços social se baseia na vida que se é idealizada socialmente.

O serviços social visa “assistir” a sociedade e, desta forma, precisa espelhar o modelo social vigente.

O modelo social

  • O bebê é tratado por uma mãe carinhosa e um pai responsável.
  • A criança tem uma infância feliz, saudável e com um período construtivo na escola.
  • A juventude é um período feliz e saudável e é quando o jovem vai se desligando de seus pais e encara o mundo de maneira responsável tornando-se independente através da vida profissional, então, casa-se e repete o ciclo.
  • Aquele que envelhece será acolhido e viverá da melhor maneira possível de forma independente e com qualidade de vida.

O objetivo social é o de direcionar esforços para que as pessoas sejam saudáveis, socialmente ajustadas e felizes em seus relacionamentos pessoais.

O objetivo social transcorre sobre estes conceitos amplamente aceitos pela sociedade com ou sem o assentimento do indivíduo, ou seja, o ator social precisa ter clareza do modus operandi do serviço social.

Os propósitos sociais buscam ajudar a humanidade baseados no que é amplamente aceito pela sociedade de forma que se procura combater situações familiares não saudáveis, corrigir estruturas sociais insatisfatórias e ajustar os desajustados.

Muitas vezes, os desejos individuais colidem com os propósitos sociais.

O ator social caminha neste difícil terreno!

Neste caminho há a vontade do ator social, a vontade social e a vontade daqueles que são seu público que nem sempre se conciliam.

Não é uma jornada simples, mas há poucas jornadas de vida com tanto valor!

Serviço social e o seu papel especial

O serviço social e a beleza do semear

O ator social, além das qualificações necessárias para o desempenho de sua função, precisa ser alguém com a capacidade de amar e ser tolerante, empático e de bom senso.

Assim, cabe a quem lida com o ser humano ser parte da cura, mas sem a pretensão de ser o curador ou a própria cura.

Cabe-lhe o papel de ser semeador.

Semear… Semear… Semear…

Aquele que exerce o serviço social semeia, nem sempre vê a colheita do que semeou, mas, ainda assim, é alguém que se autorrealiza no servir, na beleza do semear.

Para o ator social mais do que o topo da montanha, o que vale é a escalada.

Vídeo: Mylei Cyrus – The climb

“Se você gosta das flores se acostume também com os espinhos”.