Sociedade doente e gerações sendo perdidas


A sociedade doente é constituída de pessoas que ficaram doentes ao perderem a essência e o real sentido da vida.

Há urgência em se fazer algo porque gerações estão sendo perdidas!

Sociedade doente e gerações sendo perdidas

Primeiro passo: Reconhecer a sociedade doente


O primeiro passo para qualquer transformação é o reconhecimento de que algo precisa ser transformado, de que alguma coisa não está bem, de que há sombra e que se faz necessária a presença de luz.

Carl. G. Jung, em sua obra: Presente e futuro, diz:

O reconhecimento das sombras conduz à modéstia fundamental de que precisamos para admitir imperfeições. Esse reconhecimento e constatação conscientes devem sempre acompanhar as relações humanas.

Hoje vivemos na sociedade do rolezinho, do bullying, do arrastão, da liberação da droga por incompetência em coibi-la, dos bailes funk regados a drogas e sexo, da justiça feita com as próprias mãos, da homofobia, do vandalismo, do consumismo, da pedofilia, do abuso sexual, das drogas…

Por que nossa sociedade está doente?

 Jung pode nos ajudar a refletir sobre isso. O autor na obra já citada diz:

[…] o mais alto interesse da sociedade livre deveria ser a questão das relações humanas, do ponto de vista da compreensão psicológica, uma vez que sua conexão própria e sua força nela repousam. Onde acaba o amor, tem início o poder, a violência e o terror.

Sociedade doente e gerações estão sendo perdidas

Urgência em se fazer algo


Ao se reconhecer a sociedade doente há que se fazer algo!

E é preciso urgência!

A urgência em se fazer algo é porque a demora afeta o presente e escreve o futuro.

O que não se fizer hoje nos afeta agora e continuará a afetar amanhã.

Há que se considerar também que o tempo para a criança e o jovem passa rápido, muito rápido, mais rápido do que para quem não é criança ou adolescente.

A infância passa rápida e o que nela é escrito leva-se por toda a vida.

A adolescência passa rápida e o indivíduo que é formado nesta fase será o projeto do adulto que ele será durante toda a vida.

De tudo aquilo que fez no passado

Você come o fruto

Podre ou maduro

(T. S. Eliot)

Há urgência porque gerações estão sendo perdidas!

Quando a sociedade está doente, gerações podem ser perdidas.

A sociedade doente apresenta sintomas como:

  • Pessoas sem capacidade de reflexão
  • Pessoas incapazes de indignação
  • Pessoas sem força para interferir
  • Pessoas sem força para modificar a realidade

O resultado é uma geração moralmente enfraquecida; que alimenta o sentido da vida com prazeres momentâneos, o que a faz presa fácil de modismos, consumismo e qualquer “ismo” que tome decisões e direcione sua vida.

Ou seja, constituída de figurantes e, consequentemente, sem protagonistas sociais.

A geração que governa o mundo hoje são as crianças e jovens de ontem.

A geração que governará o mundo amanhã é a geração de crianças e jovens de hoje.

A sociedade doente é constituída de pessoas que ficaram doentes ao perderem a essência e o real sentido da vida.


Veja também…

Vídeo: As cinco mentes de Gardner